Imprensa



Spray ajuda pacientes a tratar lesões na pele

Úlceras que muitas vezes demoram anos para cicatrizar têm cura acelerada com uso de medicamento desenvolvido por empresa do Paraná

Quem sofre com úlceras de pele, tipo de lesão crônica que pode levar anos para cicatrizar, já pode pensar em uma cura mais rápida. Uma empresa paranaense, a Phytoplenus Bioativos S.A., desenvolveu um medicamento que pode fazer o tratamento durar apenas alguns meses. O extrato Phytoplenus de Calêndula, medicamento desenvolvido em formato de spray, usa as propriedades cicatrizantes e anti-inflamatórias da planta para curar ferimentos de pele. O resultado tem sido positivo no tratamento de úlceras. “Alguns ferimentos crônicos de anos foram curados em meses. O resultado das pesquisas foi muito bom”, resume o médico dermatologista Marcos Winter, que participou da pesquisa sobre a substância.
Origens
Segundo o Ministério da Saúde, 1% da população brasileira sofre com esse tipo de lesão, que pode ter origens diferentes: úlceras venosas, diabéticas e de pressão. “As úlceras venosas são as que ocorrem por alteração no fluxo das veias, as conhecidas varizes, quando abrem. As de pressão são causadas, por exemplo, quando as pessoas ficam muito tempo de cama. As diabetes são decorrentes da diminuição do fluxo nas artérias, o que prejudica o transporte de nutrientes e oxigênio, principalmente para as extremidades do corpo”, ensina Winter. De acordo com o especialista, essas feridas podem se originar sozinhas ou ser decorrentes de pequenos acidentes domésticos. Porém, quando aliadas às três características citadas anteriormente, podem demorar mais de três meses para cicatrizarem. Em alguns casos, existe o risco de evoluir para uma necrose e membro ter de ser amputado.
Cirurgia
Maria Dalva Duarte, de 61 anos, sofreu com úlceras nos pés depois de uma cirurgia de coração. No início eram várias bolhas, que estouraram e viraram feridas, que a impediam até de andar. “Era muita dor. Eu não caminhava mais, mal conseguia sair da cama. Colocar o pé no chão era um grande sofrimento”, conta. Ela suportou as feridas por quase quatro meses antes de começar o tratamento com o extrato de calêndula, que resolveu o problema em três meses. Segundo Paulo Santos, diretor da Phytoplenus, o medicamento foi criado para aproveitar as características da calêndula. “Criamos uma tecnologia que potencializa o efeito terapêutico das plantas medicinais e conseguimos assim usar mais essas propriedades. A calêndula já é usada há cinco mil anos, desde o Egito, por suas características cicatrizantes e anti-inflamatórias”, esclarece. O spray é vendido somente em farmácias de manipulação.


Fonte: Gazeta do Povo